cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





25.2.14

e depois do vazio… o nada...

ha quanto tempo é que este blog nao fala de livros? ha muito.
parece que senhorita jota, bibliotecaria, foi noutra vida e isso, estranhamente, afastou-me da leitura, como se estivesse em negaçao.

até regressar a portugal, em maio, sempre trabalhei com livros, uns anos em livraria, outros em biblioteca. é o que sei fazer. é o que me faz feliz. contudo, a minha vida, hoje, sao numeros. e quase me tornei um deles.

e ser um numero… nunca achei que fosse bom...

7 comentários:

rosa ramos disse...

:(

J. disse...

é isso rosa.
é isso.

Enjoy the Ride disse...

não é. é sempre melhor ser palavra. muitas palavras. das boas.
arranja espaço para elas. entre os números, se tem mesmo que ser. :)

J. disse...

vou arranjar… tem mesmo que ser… ou ainda fico um numero impar...

frascodememorias disse...

Num mundo dominado por números, é perigoso tornar-se num... e então ímpar :-(

claudia disse...

pois, compreendo. Eu seria bem mais feliz, se trabalhasse na Shakespeare & Company, em Paris,por exemplo.O "sistema" dos nºs é terrivel, também sou um deles e sonho em deixar de o ser...

J. disse...

quem sabe um dia nao abrimos uma shakespeare&company em lisboa :) … cada vez ha menos livraria, menos livrarias de rua e menos espaço para lugares bonitos assim :( mas eu tb sonho :)