cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





15.10.12

a importância da batedeira



nunca fui grande cozinheira. tudo o que aprendi foi quando vim viver para frança e descobri os prazeres de passar tempo em casa, as receitas nas embalagens de alguns produtos e os fornos electricos pequenos. arrisco pouco, embora ultimamente tenha cometido pequenas loucuras e acontece-me improvisar de vez em quando. de maneira, que faço sempre coisas faceis e estes muffins aparecem algumas vezes aqui no blog (uma, duas). "la vem ela com os muffins" deve pensar o leitor. mas eles sao muito faceis de fazer e sao muito bonitos, por isso, ontem, enquanto o n. fabricava um movel para podermos pôr todo o jardim que temos la fora dentro de casa, durante o inverno, eu levei a minha maça para a cozinha e voltei à receita. desta vez acrescentei-lhes 4 colheres de sopa de açucar e, como tinha tempo, tirei a batedeira dos confins do armario. até aqui mexia a massa à mao. a batedeira a funcionar e eu a pensar que a massa estava realmente muito cremosa. acrescentei as gotas de essencia de baunilha, adicionei as framboesas, mexi devagar e pus o tabuleiro no forno. benditas forminhas de pasteis de nata que a rt me ofereceu. 25 minutos depois deixava-os a arrefecer e colocava três framboesas no topo de cada um. no momento de degustar, nem queria acreditar que tinha sido eu a fazê-los. foram os melhores que alguma vez sairam das minhas maos, tao macios por dentro, tao fôfos, cheios de pedaços de framboesas... portanto sim, a batedeira faz toda a diferença. que fiquei registado e que eu me lembre para as proximas experiências que vale a pena tirar o pirex e a maquina de fazer sumo e a "panela" de fazer fondue de carne e de queijo e a de fazer fondue de chocolate e a maquina de raclette etc. enfim, valeu a pena desmontar quase o armario para pôr a mao na batedeira.


6 comentários:

B. Cérise disse...

Que aspeto mais delicioso :)

Cor do Sol disse...

Tens que mandar a receita. Eu adoro experimentar na cozinha, sigo receitas mas dou sempre o meu toque e esta epifania so me aconteceu quando tive que começar a cozinhar para mim, ou seja, há um ano. Isto tudo para dizer que estou vai não vai para comprar uma batedeira, poupa tanto tempinho. :)

J. disse...

a batedeira é um espectaculo ;)

a receita é daqui http://asnovenomeublogue.clix.pt/2012/04/entretanto-andei-inventar.html mas acrescentei quatro colheres de sopa de açucar normal! :)

B. Cérise disse...

Por cá usa-se mesmo a Bimby que até claras congeladas bate e não há bolo nenhum que fique mal :) Já nem sei o que é usar batedeira e até está para o sótão dentro de um armário junto com outros eletrodomésticos que a Bimby também substitui:)

Beijinhos

J. disse...

para quem até aqui nao usava batedeira, uma bimby é muito à frente ;) mas ja ouvi dizer que essa "senhora" faz milagres deliciosos ;)

B. Cérise disse...

A bimby é um bocadinho à frente, mas não é nada de extraordinário, só tens de saber quais os botões onde tens de carregar! Só tens de escolher 3: temperatura, velocidade e tempo indicados no livro de receitas e em qualquer receita bimbólica e depois voilá, tens a comida feita! As sopas então são de comer e chorar por mais, mas faz iogurtes, carne picada, puré em 30 minutos, bolos de todos os tipos e um milhão de outras coisas!
Eu era completamente cética, mas estou rendidíssima a essa maquineta alemã:)