cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





25.9.11

dias de cinema (54)





quando o livro saiu e li as criticas achei que ia adorar lê-lo. estava super entusiasmada, mas assim que o comecei, a linguagem adolescente constante aborreceu-me. ainda não devia ter chegado à pagina 50, fechei-o e devolvi-o à biblioteca. ontem decidi ir ver o filme e gostei. a anne hathaway faz-me pensar na penelope cruz... gostei do ambiente azul nas ruas de londres, das cores 50's e do apartamento de emma, em paris... e sobressaltei com o final da historia.



5 comentários:

pat disse...

a resposta esta dada ;)
agora já posso ler o livro e se o achar, como tu, aborrecido junto-lhe a tua descrição ao meu imaginário ;)

J. disse...

;)

ca para mim, antes de ires buscar o livro às caixas, la abaixo, vais acabar por ver o filme ;)

pat disse...

olha que nao!
ainda nao vi o comer orar e amar, entre outros pelo mesmo motivo :)

J. disse...

esse também vi o ano passado no cinema! ;)

Vera João Espinha disse...

também sobressaltei…