cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





9.5.15

eu sou o nepal

o PQ é um dos melhores amigos do meu irmao. conheceram-se na escola quando tinham 3 anos e foram fazendo o percurso escolar juntos até que o caminho deles se separou. mas ficaram amigos para além da escola. para sempre. o PQ gosta de viajar e anda muitas vezes de mochila às costas a percorrer o mundo, ora para visitar, ora para trabalhar, ora para ajudar. é o que esta a acontecer neste momento no nepal. quando sucedeu o sismo ele e o lourenço estavam la, dali a pouco tempo iam para o everest, mas os planos mudaram por força das circunstâncias. nos dias que se seguiram ao sismo andaram a ver como sair do nepal, mas a generosidade deles fez com que ficassem ali a ajudar quem precisasse. tinham algum dinheiro e foram comprando comida para oferecer às pessoas. ao mesmo tempo começaram a fazer um diario de bordo onde relatavam (e relatam ainda) os dias deles no nepal. a historia deles foi-se tornando conhecida pelas redes sociais, depois nos media e hoje anda a correr a imprensa de outros paises. a ajuda deles esta a ser muito importante e através de um apelo que fizeram no facebook ja conseguiram reunir uma quantia importante de dinheiro para ajudar as pessoas naquilo que precisam. diz que sao embaixadores de portugal. 
dois coraçoes grandes podem tornar um pais grandioso.


… a palavra poder é tao relativa… do nome ao verbo a distância é grande. quem tem na mao o nome nao se sabe servir do verbo e quem se serve do verbo devia ter a honra do nome.

2 comentários:

Til disse...

Eu li essa história fantástica no face e adorei*

Minnie Me disse...

Também ja tinha lido esta história.
Há coisas fantásticas e pessoas que nos fazem acreditar na humanidade.
Um beijinho

(e desculpa a invasão)