cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





12.9.12

quando os leitores preenchem os nossos corações

madame v. é uma senhora de idade que vê e ouve mal. quando vem à mediateca pede-nos para lhe aconselharmos ou escolhermos livros para ela, precisamente porque tem dificuldade em ler. leva sempre livros impressos num tipo de letra maior, contudo ja leu grande parte dos titulos que lhe interessam. é uma senhora muito simpatica e humilde. hoje veio com uma lista enviada por uma amiga que, fiquei a saber, vive a 300km daqui, com uma série de livros que a aconselha a ler. a seguir a cada titulo, entre parenteses, põe algumas palavras, cuidadosamente escritas, que descrevem o seu entusiasmo : « super », « bien ». madame v. quis retribuir a gentileza recomendando-lhe também alguns titulos e ficou aqui uma boa parte da manhã a contar-me historias dos livros que tinha lido e gostado, perguntando-me os nomes dos autores e pedindo-me para registar num papelinho.
quando se foi embora despediu-se com um « merci, mademoiselle (bochecha corada)… merci pour votre gentillesse »
ja tinha dito que isto é das melhores coisas do meu trabalho ?

4 comentários:

Rita disse...

E dito em francês ainda soa melhor :)

Descobri o teu blog ontem e gostei muito de te ler, vou passar a andar por cá. Felicidades!

J. disse...

é um prazer ter-te por aqui rita!
obrigada :)

rosa ramos disse...

O meu trabalho é inglório e não tem nada disso, nem uma atenção de quem deveria, quanto mais de fora. Obrigada por estares desse lado e partilhares momentos como este, que me fazem acreditar que há quem trabalhe com um sorriso nos lábios e uma sensação natural de satisfação e reconhecimento. Fico feliz por ler...

J. disse...

obrigada rosa,

fico contente que goste de ler estes meus relatos de dias de trabalho humanamente muito enriquecedores. nem sempre é assim, mas quando é vale por muitos dias menos bons.

em que trabalha a rosa?
bem-vinda ao azul turquesa

:)