cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





24.1.10

quando sabem de onde venho...



costumam perguntar o que é que uma rapariga do sul (sul) veio fazer para as montanhas. outros perguntam-me se não tenho saudades do rio... do mar... ha 8 anos quando vim para ca pela primeira vez, e apenas por 5 meses, as saudades podiam esperar porque sabiam que ao fim daquele tempo tudo voltaria a ser como dantes. mas, ha 5 anos vim para aqui "para sempre" ... e sim, esta rapariga que gostava dos dias cinzentos que se faziam raros em lisboa, tem saudades do sol; sim, esta rapariga que estudava em frente ao tejo tem saudades da brisa que por vezes toca o rosto com doçura e outras põe os cabelos em desordem... tem saudades do cheiro a maresia e até sente a falta da humidade que fura as camadas de roupa e se entranha nos ossos... e nestes dias de sol, ha em mim um alento especial...

2 comentários:

pedro lourenço disse...

pois, mas agora tens o melhor dos dois mundos :)
bom dia!

MauFeitio disse...

Podemos estar no lugar que, em cada instante, é perfeito para nós. Mas saudades de um cheiro ou uma textura ou um lugar temos sempre...