cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





13.10.15

uma década azul turquesa



dez anos. uma década. dito assim, parece um tempo enorme e na verdade, tendo consciencia dos anos, parece que foi no outro dia. era o outono, a neve nao tardava a chegar. dali a pouco tempo iamos mudar de casa, iamos viver para um lugar um pouco mais abaixo de val d'isere, para tignes les brévières, com vista para as pistas. saiamos de casa e era so pôr os esquis nos pés e começar a dar passos grandes para ganhar velocidade. depois mudamos para um pouco mais acima, para tignes les boisses, também mesmo ao lado das pistas e, mais tarde, quisemos aproximar-nos do vale, ficando, na mesma, em altitude, e fomos viver de frente para as montanhas, para a casa mais bonita onde vivi, com uma vista incrivel, em les echines du dessous. 
apesar de andar ausente nestes tempos, sinto que este blog é um registo da minha vida dos ultimos anos e por ser um blog de uma nostalgica vai muito além daquilo que vivi nesta década. a melhor coisa que me aconteceu neste tempo foi conhecer a minha filha e tudo o que esse encontro me trouxe. ha dez anos atras nao imaginava que a minha vida seria assim, hoje, que estaria de regresso a lisboa, que teria uma bebé maravilhosa. nao imaginava que dez anos depois seria um dia de chuva e que eu estaria no sofa da sala, na grande alface, abraçada à mathilde e a ler-lhe livros cujas historias se passam nas montanhas.

sinto uma grande amizade por este blog. ele é uma companhia. ele é um aconchego. espero haja muitos registos ainda por fazer, muitas memorias por recordar. que as montanhas nunca se apaguem destas paginas e que as historias de/em lisboa as encham de letras e fotografias.

1 comentário:

MauFeitio disse...

O teu blog vai mudando com a vida. E por isso mesmo, é tão bom de continuar a ler!