cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





30.8.14

os proximos tempos vao ser...

sem fotografias de senhorita j. (a nao ser que o telefone ajude)
sem doces
com horários rigorosos para trabalhar, comer, picar, apontar
com dieta para seguir à risca
portanto, uma grande chatice. 
ter uma pessoa a crescer dentro de nos é lindissimo. mas estar-se constantemente consciente dos nossos actos, do nosso corpo, estar alerta é uma grandessissima canseira. ainda assim a natureza parece fazer bem as coisas, porque isto é so uma preparaçao para o estado de vigilia que se seguira nos proximos anos.
ha dias olhava para a nossa garrafeira que veio dos alpes, cheia de garrafas bonitas e com po e teias de aranha. rotulos com datas antigas que nos levam para recordaçoes longinquas. é uma garrafeira para ocasioes especiais. ora parece-me que qualquer dia vai haver uma (ou mais, espero) ocasiao especial para abrir a mais antiga que la esta. e imagino esse dia, depois destes meses todos de abstinência, sem "nectar", sem marisco e agora sem doces.
macarons, éclairs, chocolate de oreo et j'en passe… até ao meu regresso...

3 comentários:

Scarlet Red disse...

il faut ☺

Marta G. disse...

Também já tive isso!! Uma seca, mas sempre é passageiro... Depois, vem uma espécie de amnésia e, como por milagre, só recordamos as coisas boas :-)

J. disse...

puf! que trabalheira… :P