cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





9.2.14

o tempo



voltei a encontrar um calendario para pôr na parede da cozinha. este é com ilustraçoes do andré da loba. o calendario lembra-me que o tempo é pouco. assim que o pendurei  as pontas das folhas começaram a encaracolar para dentro, como se tivessem vida propria e quisessem encolher. esta metafora fez-me pensar que o tempo é abstracto e que nele ha uma espécie de urgencia. tudo se encaixa no tempo e eu sinto que precisava dele para nao fazer nada e depois para fazer tudo, assim ele deixava de impor limites… e se calhar deixava de existir e eu deixava de me sentir menos pressionada. e depois era a republica das bananas e… eu ja ia comer estrelitas… e este post ja chegava ao fim... 

fim.

2 comentários:

frascodememorias disse...

Muito bom o calendário.
Muito boa a metáfora.
Muito bom o post.

J. disse...

muito boa a tua visita :)