cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





23.9.12

afinal, este blog tem uma cara e esta inicial tem um nome




até hoje este blog nunca teve fotografias da senhorita j. ... teve fotografias tiradas por j. mas nunca aqui se tinha visto a pessoa que estava por detras desta cor, excepto neste sorriso e neste auto-retrato porque faziam parte de um desafio. também nunca teve  nomes, apenas iniciais. 

lisboa é um ovo, mas portugal também é pequeno; foi assim que ha uns tempos descobri que "o rapaz do porto" (de quem ja falei aquiaqui) escreve no P3 as "noticias do lado de la". e é assim que la estou em entrevista. este blog nasceu quando vim viver para os alpes e, quem passa pelo azul turquesa ha uns tempos, ja sabe muito das minhas aventuras e, por vezes, desventuras alpinas. e hoje, aqui, ha uma historia que conta coisas que vocês ja sabem e outras que talvez nao saibam. se quiserem espreitar, clic clic

esta é a senhorita j. em carne e osso... e a cores... 

20 comentários:

B. Cérise disse...

Cheguei até aqui por causa da entrevista e gostei imenso da paz e da tranquilidade que esses teus Alpes têm :)

Beijinhos*

J. disse...

obrigada b. cérise :)
sim, ha muita tranquilidade por aqui!
bjs

Scarlet Red disse...

E foi uma surpresa tão boa!
Ainda bem que Lisboa é um ovo.
E da Kinder (porque traz surpresas dentro).
:D

J. disse...

fico contente que tenhas gostado miss scarlet ;)
também adoro ovos kinder e surpresas :)
bjs

SofiAlgarvia disse...

Que bom ver-te assim 'mais de perto' :)
bjns

J. disse...

sempre perto do coraçao e agora também perto da vista ;)
bjs

M disse...

Adorei o artigo no P3!

Eu própria já habitei na região de Isère (e volto lá regularmente de férias) e igualmente tenho um interesse enorme em trabalhar com livros.
O problema é que sou da zona Norte e não encontro muita informação quanto a formação como bibliotecária. Existe a licenciatura da FLUP/FEUP, mas são 3 anos. Posso perguntar quanto tempo demorou o seu curso? Pensei que existiriam cursos técnicos mais rápidos.

Obrigada e felicidades :)

J. disse...

ola m,

que bom saber que gostou do artigo no P3 :)
o curso de bibliotecaria que tirei durou 2 anos + 3 meses de estagio e corresponde a um curso profissional. nao pude fazer a pos graduaçao em ciencias da informaçao porque nao terminei psicologia e por isso nao tinha a licenciatura.

aqui em frança, existe um curso semelhante, chama-se um DUT métiers du livre que dura igualmene 2 anos e depois existem formaçoes gratuitas proporcionadas pelas bibliotecas departamentais.
se quiser trocar mais ideias nao hesite em escrever-me para mllecoccinelle@gmail.com

um abraço e obrigada pela visita :)

MauFeitio disse...

:) e pronto, fiquei a conhecer a cara!
parabéns pelo artigo!!

J. disse...

aqui estou eu, mademoiselle coccinelle. 7 anos depois este blog tem cara

obrigada! ;)

Rita disse...

Adorei a entrevista, tens um rosto tão simpático quanto as tuas palavras. Felicidades!

J. disse...

ola rita,

fico contente que tenhas gostado da entrevista e muito obrigada pelas tuas simpaticas palavras :)

1 beijinho

luisa disse...

Já há bastante tempo que passo por aqui e que sigo o azul turquesa. Penso que nunca comentei. Acabei vendo a cara da dona deste azul através de uma partilha da entrevista do P3 no facebook(acho até que por via da SofiAlgarvia... terá sido?) e agora vendo este post decidi estrear a caixa de comentários... :)
É engraçado este "desvendar" da imagem das pessoas.

J. disse...

é verdade luisa :) sei que a esquina da tecla, às vezes, vem aqui espreitar. e eu por vezes também dou um salto à esquina da tecla :)

sim, "esse" desvendar da imagem das pessoas é curioso e tem alguns riscos ;) , por exemplo, o da imagem da pessoa nao corresponder à ideia que faziamos dela através do que lemos.

fico muito contente por estar a estrear a caixa de comentarios :)

Carla R. disse...

Outra estreia na caixa !
Gostei da entrevista e, tal como tu, também adoro os apéros, a lingua e o cinema francês. Moro em Paris e é sempre bom ler blogues de quem também vive numa terra adoptada, apesar das vivências diferentes.

J. disse...

ola carla,

obrigada pelo comentario e bem-vinda ao azul turquesa, o blog de uma alface nos alpes.
que bom saber que ha uma portuguesa em paris com um blog que vai contando novidades. ha pouco tempo, não me recordo bem como, fui ter ao kaputt 2.0 e, a partir de agora, vou passar a espreita-lo mais vezes :)

Carla R. disse...

E eu passarei a espreitar por aqui.
;)

Adriana Oliveira disse...

Parabéns pelo artigo, e prazer em "conhecer-te" :)!
Beijinhos

J. disse...

ola adriana,

obrigada e que prazer ver-te aqui por aqui, no azul turquesa
sou uma admiradora dos teus blogues e do teu trabalho! :)

beijinhos

Andorinha disse...

Muito prazer :)