cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





22.12.14

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ sidonie


quase um ano sidonie. este mês foi o primeiro em que nao consegui vir aqui no dia 22. ja passaram onze meses. onze. o tempo passa tao depressa… quando vim escolher a fotografia para pôr aqui parei nos teus traços e pensei durante quanto tempo me vou lembrar deles sem olhar, so fechando os olhos. e quando fecho os olhos nao sao so os traços que vejo. ouço-te. sinto-te. cheiro-te. esta fotografia és tu, todas as manhas à porta da nossa casa nos alpes, para te deixarmos entrar para comeres e encontrares mimos nos nossos braços. 

sao as ferias de natal. na televisao francesa vemos as previsoes meteorologicas e passam pela televisao tantos lugares que nos sao familiares. os nomes das estâncias que rodeavam o nosso chalet, imagens bonitas cheias de pinheiros com neve. quando viviamos la, nao olhavamos para as coisas da mesma forma, mesmo que nessa altura eu tirasse imensas fotografias e fosse perdida de amores pelas paisagens. hoje, sentada no nosso sofa em lisboa, penso que tenho tantas saudades daquele lugar. como é possivel termos vivido num lugar tao magico tanto tempo, sem nos apercebermos de que era realmente magico. tenho muitas saudades desses dias sidonie. e tenho saudades tuas. muitas também. sei que todos os gatos sao diferentes e nunca encontrarei outra gata como tu. o meu coraçao é tao grande. tem tanto amor. e tu, sidonie, és um deles.

2 comentários:

Maria Carmim disse...

Este foi o primeiro natal sem a Nônô. Há um ano vim mais cedo para casa, preocupada por ela estar adoentada.
O amor nunca se esquece nem se substitui. Sorte a nossa que pudemos conhecer um amor assim.

J. disse...

é verdade menina carmim! a sidonie foi um acontecimento na minha vida. ha um ano atras ela também ja estava doente e eu, na noite de natal, em festa com a familia, nao parava de pensar nela <3
um beijinho miau <3