cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





8.4.13

madly in love


eu sou pessoa de paixoes assolapadas. por pessoas, por musicas, por livros, por frases, por palavras, por trocadilhos de palavras, por dias, por luzes, por silêncios, por expressoes, por olhares, por bocas, por maos, por portas e janelas, por fotografias a contraluz, por beijos, por abraços, por sorrisos, por chuva, pelo cheiro a terra molhada, por cidades, por lisboa. eu acredito que tudo é possivel, acredito que a paixao nos torna pessoas bonitas e que faz de nos pessoas melhores, acredito que a paixao move montanhas e nos faz andar de sorriso nos labios. ha dois anos para ca isso começou a acontecer muito menos vezes na minha vida. o meu corpo avisou-me. eu fingi que nao ouvi. mas um dia fiz-me uma pergunta simples: és feliz aqui? nao precisei de pesar muitas coisas para responder que nao. ha algumas coisas de que gosto muito e ha outras de que nao gosto nada. eu acredito que nao ha nenhum lugar como a nossa casa, quando fomos felizes nela. o dia 31 de agosto do ano passado foi o primeiro passo para a nossa vida mudar e para tornar muitas coisas possiveis. quero muito voltar a ser a pessoa desta fotografia, cheia de entusiasmo pelas pequenas coisas. um encontro de amigas numa manha de outono. uma viagem de electrico. a compra de um gancho no jardim da estrela. um passeio na feira da ladra. um almoço na rua dos remédios. e andar a pé por lisboa por baixo de uma chuva miudinha. pequenas coisas. eu sou facil de agradar.
quero ser uma rapariga madly in love. quero poder apaixonar-me mais vezes.
quero mais dias perfeitos. 
nao sei se os vou encontrar, mas pelo menos terei tentado.
aqui vou eu à procura deles. 

4 comentários:

Nuno Guronsan disse...

Que nunca percas essa busca constante pela felicidade em pequenos nadas que muito enchem o coração de paixões nada assolapadas.

:))

Beijos grandes e que o regresso à casa de partida corra pelo melhor!

Pablo Rocha disse...

Muito bom conhecer seu espaço. Gostei muito do que escreves!

Beijos!

portugalnocoração disse...

sao os pequenos nadas que nos completam. eu também os procuro aqui nesta cidade enquanto espero ir para a minha! boa semana

Carla R. disse...

Este teu post anda-me aqui a fazer uma cominchão... :)
Tão simples, tão claro, tão lucido.
Vais encontrar mais dias perfeitos de certeza, certezinha.