cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





4.10.12

um jardim inglês nos alpes



uma semana com tardes a falar em inglês. é bom sair das rotinas e fazer coisas novas, ver outras pessoas e descobrir maneiras de estar diferentes. o que gosto na forma que os ingleses têm de ensinar sao os métodos que utilizam, cheios de jogos que dao uma dinâmica à aprendizagem e que, ao mesmo tempo, permitem conhecer as pessoas. nada é teorico, todos os exercicios praticos sao feitos com jogos de cartao, situaçoes reais. tirando os professores, ninguém na escola é inglês, contudo, instalou-se uma regra natural e, a partir do momento em que se poe o pé na escola, toda a gente fala inglês. e assim se têm passado as tardes, na lingua de jane austen, com um maquina de café sempre a funcionar e, claro, a "chaleira sempre a apitar". depois de enchermos as chavenas de cha ou de café, como os dias têm estado bonitos, rumamos ao pequeno jardim das traseiras... e pensar que ha tesouros escondidos, por detrás de portões, que nunca saberemos que existem... 


1 comentário:

B. Cérise disse...

Esta imagem do jardim inglês, só me fez lembrar os meus primeiros tempos por terras alemãs, porque atrás da residência havia uma zona de jardins privados com chalés para onde as pessoas iam ao fim de semana. A maioria das casa era de madeira assim deste género e eu adorava!
Muitas vezes imaginava como seria ter um sítio assim para onde ir ao fim de semana arejar as ideias :)
Quanto ao inglês, acho que falarem sempre em inglês torna tudo mais fácil, até mesmo a aprendizagem da língua!