cela me rassure d'avoir la confirmation qu'il est des choses qui demeurent intactes * philippe besson

one of the secrets of a happy life is continuous small treats * iris murdoch

it's a relief sometimes to be able to talk without having to explain oneself, isn't it? * isobel crawley * downtown abbey

carpe diem. seize the day, boys. make your lives extraordinary * dead poets society

a luz que toca lisboa é uma luz que faz acender qualquer coisa dentro de nos * mia couto





21.7.12

dos sabados na biblioteca

mais um sabado na secção dos adultos. se pudesse estava sempre aqui. o dia esta cinzento e bastante fresco. a manhã silenciosa. vêm dois leitores um de cada vez. o primeiro é o senhor b. que é a zenitude em pessoa. leva muitos livros de ficção cientifica, é muito amavel. escolhe cinco livros e timidamente pergunta se pode levar um saco surpresa (animação inaugurada este verao na mediateca que consiste em pegar num saco com 4 documentos sem saber quais). depois vem a mme p. que so lê policiais. uma especialista. penso que em breve tera dado a volta aos cinco moveis de policiais que aqui temos. ela conversa sempre sobre os livros que gostou e os que nao gostou. eu digo que praticamente nao leio policiais e que é uma coisa que até a mim me surpreende, porque gosto de retratos psicologicos e sociais aliados a algum mistério e investigação policial. entao ela sugere-me a dona leon, um titulo que acabou de devolver. quantas vezes ja pensei em ler a dona leon e até cheguei a levar o inspector brunetti para casa comigo, mas depois nao peguei nele.
desde que regressei das férias tenho dificuldade em voltar a um ritmo de leitora normal. leio coisas rapidas : revistas, jornais, blogues e por vezes, à noite sinto um vazio. mas hoje é fim-de-semana e apetece-me sentar no sofa e ter por onde escolher, por isso, ja pus no saco « les caprices de miss mary » e « la mort, s'invite à pemberley » ambos a quererem dar continuidade a alguns livros da jane austen. nao sei se faço bem, ultimamente tenho visto coisas na televisao sobre ela e a sua obra dentro deste registo que me desiludiram tanto. tenho também « la petite fille de ses rêves » da dona leon e « os maias » para eventual releitura. acho que o eça costuma salvar-me desta apatia livresca. e depois no outro dia, lembrei-me que o verao podia ser uma boa altura para reler « os maias ». o mais certo é ficar a pastelar em casa e nao pegar em nenhum dos emprestimos mas, pelo menos, nao posso queixar-me de nao ter tido escolha

4 comentários:

MARIA MARIQUITAS disse...

Rel^^e Os Maias sim...A primeira vez que o li devia andar no 11.º ano e li-o em 3 dias, ja o reli 3 vezes e o nosso Eça continua genial!

J. disse...

bem vinda ao azul turquesa maria mariquitas!
sim acho que vou acabar por relê-lo, ando com vontade :)

B. Cérise disse...

Que trabalha numa biblioteca não deveria ter problemas desses, certo;)?

Beijinhos*

J. disse...

sim ha muitas bibliotecarias com momentos de apatia livresca ;) e depois ha meses em que ha bibliotecarias devoradoras de livros :)